Esperantina - PI, sexta-feira, 19 de abril de 2024

Tag: ajuda

Família pede ajuda após ter a casa totalmente destruída pelo fogo em Porto

Família pede ajuda após ter a casa totalmente destruída pelo fogo em Porto

Destaque, Porto
Uma família perdeu todos os pertences durante incêndio ocorrido no último dia 15, no bairro maricá. Porto Piauí. O morador de nome Luis Carlos, com esposa e um filho de 04 anos, ficaram apenas com a roupa do corpo. Consta que eles estavam na casa de um parente quando receberam notícias da residência em chamas. Não deu tempo resgatar sequer os documentos. Você pode ajudá-los neste período de dificuldade. Entre em contato pelo número 86 98807-1762 (da proprietária da casa). Por: Francisco Barbosa
História comovente: Mãe de 04 filhos pede ajuda para construir uma casa

História comovente: Mãe de 04 filhos pede ajuda para construir uma casa

Destaque, Piauí
  Uma publicação feita na última sexta-feira (3) nas redes sociais, chocou os internautas pelo estado precário da residência onde reside a jovem Creusilene de Araújo Maria, 27 anos, e seu esposo e quatro filhos. A família mora no povoado Macapá, zona rural do município de Luís Correia, litoral do Piauí. Segundo o vídeo gravado pela própria Creusilene, mostra que eles moram em uma residência na qual as paredes são de taipa e lençóis, não tem piso e o teto é de lona está comprometido. “Eu cozinho na lenha, tá aqui os paus pra eu cozinhar mais tarde”, disse. O marido está desempregado e vive de bicos. A casa só tem um cômodo e não tem moveis como geladeira e fogão. A família dorme em apenas uma cama e uma rede que foram doados por amigos. A jovem mãe faz apelo aos famosos com
Irmãos tem síndrome rara e família pede ajuda

Irmãos tem síndrome rara e família pede ajuda

Destaque, Esperantina, Municípios
Ruan e Rahyce são protagonistas de uma história de amor e superação. Os irmãos nasceram com uma síndrome rara chamada Mucopolissacaridose tipo VII (MPS VII), que os impede de andar e causa várias outras limitações. De acordo com os médicos, a expectativa de vida para os portadores dessa doença é curta. Atualmente, eles residem no município de Esperantina, numa casa de taipa que se encontra em condições de risco. As paredes estão quase desabando por conta dos cupins e a falta de acessibilidade dificulta até mesmo as atividades mais simples. A mãe, Dona Rosa, dedica tempo integral para cuidar dos filhos e o sustento da família provém apenas do trabalho do Sr. Valdeci, o pai que é metalúrgico. Devido ao esforço físico de levantar os filhos diariamente para suas necessidades,