Esperantina - PI, segunda-feira, 22 de julho de 2024

Piauí gerou mais de 22 mil vagas de emprego de janeiro a novembro de 2021

Por Clenilton Gomes em 27/12/2021 às 08:39

O Ministério do Trabalho, Emprego e Previdência divulgou nesta semana os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes ao mês de novembro e ao acumulado dos 11 meses de 2021. Os números apontam que o Piauí gerou de janeiro a novembro um total de 22.423 vagas de emprego. O número é quase 24 vezes maior que o total de vagas formais geradas no mesmo período de 2020, o primeiro ano da pandemia. No ano passado, o Piauí havia gerado somente 903 vagas de emprego.

Chama a atenção em 2021 o desempenho do Piauí no mês de junho. Este foi o mês em que o Estado mais gerou vagas formais no mercado de trabalho com um total de 4.597 postos mantidos e criados. Em junho, o Piauí contabilizou 11.202 admissões e 6.605 demissões. Em contrapartida, o mês de janeiro foi o que registrou o pior desempenho no ano com apenas 1.236 vagas de emprego geradas após 8.778 admissões e 7.514 demissões.

Outro aspecto que chama a atenção nos dados do Caged para o Piauí é o fato de que o Estado reduziu em cerca de 50% o número de postos de trabalho gerados de setembro a outubro. O Estado saiu de 2.828 vagas geradas em um mês para 1.396 no mês seguinte. Em novembro, no entanto, o número de empregos mantidos e criados voltou a subir na casa dos 27% de outubro para novembro, tendo, o Piauí, terminado o 11º mês do ano com um saldo de 1.624 empregos gerados.

No mês de novembro, o setor de Comércio e de Reparação de Veículos Automotores e Motocicletas foram os que mais contrataram no Piauí com um saldo 1.050 vagas criadas ou mantidas. Em contrapartida, o setor de atividades profissionais, científicas e técnicas perdeu 344 vagas formais de trabalho no mês passado.

Fonte: ODia