Esperantina - PI, quarta-feira, 17 de abril de 2024

Operação apreende 400 celulares e objetos roubados em lojas em Teresina e Piripiri

Por Clenilton Gomes em 20/04/2023 às 07:15

A operação Interditados II – que atuou de forma integrada contra roubo de aparelhos celulares –  ontem (19) apreendeu mais de 400 produtos eletrônicos e celulares. Segundo a Polícia Civil todo material seria fruto de roubo.

Ao todo, foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão. Desse total, 12 foram em estabelecimentos comerciais,  9 no shopping da cidade, além de lojas na Avenida Lopes e no bairro Dirceu. Um dos mandados foi cumprido na cidade de Piripiri. Os estabelecimentos foram interditados pelas equipes.

Também foram cumpridos 16 mandados nas residências dos proprietários de lojas que estavam vendendo os produtos que seriam roubados.

“A operação Interditados II visa reprimir a venda de produtos roubados e furtados. Hoje estamos cumprindo 12 mandados de busca e apreensão em lojas, sendo 9 no Shopping da Cidade, um no Dirceu, outro na cidade de Piripiri e um em loja na Avenida Raul Lopes. Também estamos cumprindo 16 mandados de busca na residência dos proprietários. Todas as lojas o juiz determinou a suspensão das atividades pelo prazo de 10 dias para a gente concluir o inquérito policial. Estamos fazendo a apreensão de aparelhos e achamos armas de fogo”, afirmou o delegado Matheus Zannatta, superintendente de operações da Secretaria de Segurança.

Somente em uma loja foram apreendidos mais de 100 celulares que serão analisados para saber a procedência.

A ação teve participação das Polícia Civil, Militar e Federal, além da Receita Federal.

Segundo o delegado Matheus Zannatta, esses tipo de operação tem dado resultados positivos. “Na operação Interditado I, teve um decréscimo no roubo de celulares de Teresina de quase 20% e esperamos que com essa operação tenha um decréscimo ainda maior no roubo de celular. Aqui temos lojas vendendo celulares roubados e tem o crime tributário, o descaminho. Já entra nessa parte a Receita Federal e a Polícia Federal, por isso uma Operação Integrada”, explicou.

O delegado pediu que a população não compre celulares sem saber a procedência. “Pedimos que a população não compre celulares sem saber a procedência. É isso que alimenta o roubo de celulares em Teresina. É isso que alimenta. Vamos continuar com as operações, e vamos fechar mais lojas. Vamos fazer a Operação Interditados 3 até as pessoas das lojas pararem de comprar celulares roubados”, destacou.

Fonte: cidadeverde