Esperantina - PI, segunda-feira, 22 de julho de 2024

Nova Diretoria da Subseção da OAB/Esperantina toma posse para o triênio 2022/2024

Por Clenilton Gomes em 26/01/2022 às 19:05

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Piauí, Celso Barros, deu posse à nova diretoria da Subseção do município de Esperantina para o triênio de 2022 a 2024.

 

A solenidade aconteceu nesta quarta-feira (26/01), no auditório do Fórum de Esperantina.

O evento reuniu os diretores eleitos, representantes da Seccional Piauiense, membros dos poderes constituintes regionais e familiares dos diplomados.

A nova diretoria formada por: Presidente – Dr. Miguel Barros de Paiva Filho, Vice-presidente – Dra. Nívia Maria Soares da Silva, Secretário Geral – Dr. Evandro Vieira de Alencar, Secretária Adjunta – Dra. Keylane Nunes Queiroz, Tesoureiro – Dr. Maurício Ferreira da Silva.

O presidente reeleito Miguel Filho, fez o juramento juntamente com todos os membros da diretoria.

“É com enorme satisfação que hoje tomo posse novamente para conduzir pelos próximos três anos a subseção da OAB de Esperantina, agradeço meus colegas que confiaram mais esta missão, quero fazer um agradecimento especial ao Dr. Carlos Júnior, Conselheiro Federal Eleito, pela valorização do advogado do interior, quando presidente da subseção da OAB de Barras, agradecer também ao presidente Celso Neto por tornar viável a subseção de Esperantina, podem contar com a minha disposição para trabalhar e valorizar a nossa classe de advogados na defesa das suas prerrogativas”, falou o presidente.

O advogado Carlos Júnior, Conselheiro Federal parabenizou a nova Diretoria empossada e falou que vai está à disposição dos advogados recebendo sugestões para defender em Brasília.

“Quero aqui me colocar à disposição de todos nossos colegas advogados vou me dedicar para dar voz aos advogados do interior, assim como fiz enquanto presidente da subseção da Ordem dos Advogados de Barras, estou com muito com gás e disposição para trabalhar, vamos continuar vestindo o gibão da advocacia percorrendo todo estado do Piauí, ouvindo as sugestões dos colegas para trabalhar lá em Brasília com independência, o mandato de Conselheiro Federal, não é meu é da advocacia e quero estender a toda sociedade também”, disse o conselheiro.