Esperantina - PI, segunda-feira, 22 de julho de 2024

Mensagens de ameaças as escolas são investigadas; governo orienta pais

Por Clenilton Gomes em 11/04/2023 às 06:53

Mensagens de possíveis invasões de escolas que circulam há cerca de quinze dias no estado até agora não passam de trotes, fake news, segundo a Polícia Civil do Piauí.

Criar e compartilhar fake news, desinformação, dependendo da mentira, do dano que causou, do contexto, ele pode ser enquadrado em vários crimes. Na hora de se informar, o cidadão deve levar em consideração fontes oficiais e confiáveis.
As mensagens estão circulando no Piauí e em outros estados, provocando apreensão nos pais de alunos. Até agora não há nenhuma confirmação.
Agora há pouco, as Secretarias de Segurança divulgaram notas sobre as providências que estão sendo adotadas.
Veja nota do governo do estado:
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) e a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) estão cientes das informações que circulam nas redes sociais e tomando as seguintes providências:
• A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes Virtuais, está investigando as mensagens que circulam nas redes sociais;
• A Companhia Independente de Policiamento Escolar – CIPE intensificou as rondas no entorno e nas escolas da rede, além de realizar palestras com orientações para professores e estudantes;
• A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) orientou que todas as escolas registrem Boletins de Ocorrência sobre possíveis ameaças e/ou outras situações de violência;
• A Seduc convocou 54 novos psicólogos e assistentes sociais para compor as equipes multiprofissionais, que estão atuando na prevenção da violência e nas questões relacionais às competências socioemocionais nas escolas;
• A Seduc orientou todas as escolas a trabalhar o tema de bullying e violência por meio do Projeto Semana Presente, que acontece de 10 a 14 de abril em todas as unidades de ensino;
• A Seduc realiza desde 2020 o Projeto Estudar Pode Ser Leve, por meio do Canal Educação. A ação tem como objetivo a realização de palestras, rodas de conversas e atividades didático-pedagógicas envolvendo estudantes, professores e profissionais de diversas áreas que trabalham diretamente com as competências socioemocionais. O programa é transmitido semanalmente em dois momentos.
• A Seduc e SSP criaram um Grupo de Trabalho para articulação de uma rede protetiva para as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, além da criação de um Plano para fomentar a Cultura de Paz nas Escolas.
• Além disso, o Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com a SaferNet Brasil, criou um canal exclusivo para recebimento de informações de casos suspeitos de ataques a instituições de ensino. As denúncias estão sendo recebidas por meio de formulário disponível no endereço: www.mj.gov.br/escolasegura. Todos os conteúdos enviados serão mantidos sob sigilo. A pasta deve investir R$ 150 milhões no apoio às rondas escolares e ações similares.
Como identificar conteúdos enganosos
· Fique atento à fonte da notícia
· Leia o texto da matéria, não apenas o título
· Preste atenção no endereço eletrônico da reportagem
· Leia outras notícias do mesmo site e avalie a veracidade
· Procure saber sobre o site que publicou a informação
· Preocupe-se com o conteúdo de sites sensacionalistas
· Leia com atenção e fique atento aos erros de ortografia
· Confirme a notícia em outros sites
· Cheque a data de publicação da reportagem
· Confira a autoria do texto
· Na dúvida, não repasse a informação.