Esperantina - PI, sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Mais Médicos: 57 desistem e cidades do Piauí ficam com “zero atendimento” médico

Por Clenilton Gomes em 22/12/2018 às 15:48

Dados divulgados nessa sexta-feira (21) pela Secretaria Estadual de Saúde revelam que 57 vagas do Mais Médicos não foram preenchidas em 45 cidades do Piauí. A coordenação do programa informou que 17 destes profissionais desistiram oficialmente, já os outros 40 médicos não se apresentaram aos municípios tampouco justificaram a desistência.

A coordenadora do Mais Médicos no Piauí, Idvani Braga, disse que alguns municípios piauienses em situação de extrema pobreza estão sem atendimento médico. Nestas cidades só atuavam médicos cubanos, queforam embora após fim da parceria entre o programa e a Cuba. 

“Município de situação mais crítica como Guaribas, Morro Cabeça no Tempo, Barreiras do Piauí, Baixa Grande do Ribeiro  e Santa Filomena estão com zero atendimento. Estão sem médicos e população tem que ser deslocada para um município mais próximo para receber atendimento médico”, conta Idvani. Quem precisar de médico em Guaribas, por exemplo, terá que se deslocar 124 quilômetros até o Hospital Regional de São Raimundo Nonato.

No Piauí o Mais Médicos ofertou 199 vagas.  Destas 142 foram ocupadas por profissionais brasileiros. Apesar de ainda não ter alcançado o preenchimento completo e ter município sem cobertura médica, a coordenação do programa avalia os números como positivos, mas com algumas ressalvas.

Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com

“De certa forma foi positivo. O número de inscrições no início foi baixo, mas avançou bastante. Chegamos a ter inscrições para todos os municípios onde vagas foram ofertadas,  mas o primeiros inscritos demoraram a decidir se ficariam ou não nas cidades. Destas 57 vagas remanescentes,  17 desistiram oficialmente e  40 nem apareceram, não deram nenhuma justificativa. A gente lamenta muito”, pondera Idvani Braga.

A coordenadora critica médico que se inscreveu e depois desistiu porque a cidade era “longe”. “Não justifica porque hoje todo mundo tem acesso à internet e há como saber onde fica o município antes de se inscrever. Muitas pessoas só se inscreveram para preencher a vaga,sem nenhum interesse de trabalhar. Mas essas vagas serão preenchidas até o fim do edital 22”, ressalta Idvani.

Vagas remanescentes 

Através do edital 22, o Ministério da Saúde está fazendo uma “segunda chamada” para preencher vagas remanescentes. Os médicos podiam se inscrever até essa sexta-feira (21) pelo site do programa. Ficaram impossibilitados de escolher os municípios os profissionais que participaram do edital anterior e desistiram.


Cronograma

26/12 – Publicação da relação dos médicos alocados nos municípios;

26/12 – Publicação da validação dos documentos dos médicos brasileiros formados no exterior;

27 e 28/12 – Escolha de vagas para médicos brasileiros formados no exterior (caso haja vagas);

28/12 – Publicação da validação dos documentos dos médicos estrangeiros;

03/01/19-Publicação da alocação de brasileiros formados no exterior;

03 e 04/01/2019- escolha de vagas dos médicos estrangeiros (caso haja vagas);

07 a 10/01/2019 – início das atividades dos médicos registrados no Conselho Regional de Medicina – CRM Brasil, que fizeram adesão às vagas remanescentes.

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *