Esperantina - PI, segunda-feira, 22 de julho de 2024

Governo divulga WhatsApp para receber denúncias de violência contra mulher

Por Clenilton Gomes em 08/03/2023 às 16:29

O Governo do Piauí divulgou nesta quarta-feira(08) um canal de comunicação 24 horas para que mulheres vítimas de violência doméstica denunciem agressões. O anúncio foi feito durante a solenidade de lançamento do protocolo “Ei mermã, não se cale”.

Através do número de WhatsApp 0800 000 1673 a mulher terá acesso a uma rede de apoio que irá orientá-la a seguir na direção certa ao denunciar um caso de violência. A mulher terá, através do WhatsApp, informações sobre a delegacia mais próxima e onde tem uma rede de apoio para aguardar ajuda, por exemplo.

O lançamento acontece nesta quarta-feira, 8 de março, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

“A ideia surgiu apoia uma escuta qualificada, com mais de 500 mulheres, tanto da rede de atendimento, como da sociedade civil”, destacou a secretaria da Mulher, Zenaide Lustosa.

O protocolo foi assinado pelo governador do Piauí, Rafael Fonteles (PT), que, através de decreto, determinou a instituição no âmbito da Secretaria de Estado das Mulheres e de Secretaria de Segurança Pública do Piauí o protocolo para atendimento emergencial para mulheres em situação de violência.

O objetivo é atender, acolher, orientar e encaminhar as mulheres que se encontrem em situação que cause danos à integralidade física e psíquica da mulher.

Foto: Renato Andrade

Matéria original

O governo do estado vai anunciar hoje (8) durante solenidade, às 11h30, no Palácio de Karnak uma série de ações para combater a violência as mulheres e medidas para ajudá-la na autonomia financeira. Entre as ações está o lançamento do protocolo “Ei Mermã, Não se Cale” que contará com call center para denúncias e encaminha-la a rede de proteção e incremento nos créditos de fomento.

As novidades serão anunciadas pela secretária das Mulheres do Piauí (SEMPI), Zenaide Lustosa, dentro da campanha “Março Mulher 2023”, em parceria com órgãos governamentais e sociedade civil.

“A campanha visa fortalecer as mulheres nos espaços de sociabilidade, enfrentamento à violência doméstica, formação e capacitação das mulheres para que tenham autonomia econômica e financeira. As ações acontecerão entre 08 e 31 de março Teresina e nos doze territórios de desenvolvimento”, diz o governo.

O protocolo “Ei Mermã, Não se Cale” será em parceria com a Secretaria de Segurança Pública para atendimento emergencial para as mulheres em situação de violência. O protocolo visa atender, acolher, orientar e encaminhar as mulheres que se encontrem em situação de violência, tendo como princípios norteadores estabelecer formas de atuação e prevenção que garantam a integridade das mulheres que estejam passando por qualquer tipo de violência e   proporcionar rápido atendimento às chamadas de emergência relacionadas à violência contra a mulher.

Além disso, o Governador do Estado, Rafael Fonteles, fará a entrega de quatro viaturas para o Departamento Estadual de Proteção à Mulher (DEPM), da Polícia Civil do Piauí. Os veículos foram adquiridos com o objetivo de fortalecer a investigação policial, o acompanhamento de medidas protetivas de urgência e o atendimento qualificado de combate à violência contra a mulher.

A SEMPI também promoverá a entrega do selo e certificado do Programa Estadual Pró-Equidade Gênero, Raça e Diversidade, o lançamento do PAS-MULHER, do projeto “Ei Mermã, Vamos nas Escolas”, com a entrega do kit pobreza menstrual.

Sobre os programas

O Programa Estadual Pró-Equidade Gênero, Raça e Diversidade objetiva difundir novas concepções na gestão organizacional, combatendo desta forma, a discriminação, desigualdade de gênero, raça e diversidade praticadas no ambiente de trabalho, buscando promover a equidade no que diz respeito às relações formais de trabalho e à ocupação de cargos de direção. O programa é desenvolvido sobre dois eixos: Gestão de Pessoas e Cultura Organizacional, voltado, inicialmente, para servidores públicos.

O projeto “Vamos nas Escolas” visa promover o enfrentamento à violência contra mulheres e meninas no ambiente educacional. Serão capacitados professores, diretores de escolas, equipe multidisciplinar e gestores, em estratégias de prevenção de violências contra as mulheres, para que possa ser inserido, de forma pedagógica, para os alunos e alunas da rede pública estadual. Este projeto será realizado em parceria com a SEDUC, que acontecerá em todas as Gerências Regionais de Educação – GREs do Piauí.

O PAS Mulher é um programa de enfrentamento à fome e combate a insegurança alimentar, que foi criado e atua dentro do PROPIAUÍ/PROSOCIAL, tem como objetivo adquirir a preço justo os alimentos saudáveis produzidos de forma sustentável pelos agricultores e agricultoras familiares e doar para entidades socioassistenciais que desenvolvem ações para as famílias em vulnerabilidade social e em situação de insegurança alimentar.

Durante o mês de março, serão realizadas as oficinas dos cursos do Elas Empreendem no território da Serra da Capivara em parceria com o SEBRAE-PI, disponibilizando formação na área do empreendedorismo digital.

 

Yala Sena e Nataniel Lima
redacao@cidadeverde.com