Esperantina - PI, sábado, 13 de abril de 2024

Filho de piloto é suspeito de passar informações para grupo que roubou avião

Por Clenilton Gomes em 16/03/2023 às 11:15

O Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) deflagrou na manhã desta quinta-feira (16) a Operação Cesnna para cumprir  22 mandados de prisão e 31 de busca e apreensão contra suspeitos de participar do roubo de um avião monomotor no aero clube de Teresina.

O filho do piloto que prestava serviços para o médico Jacinto Lay está entre os presos na Operação Cesnna, deflagrada nesta quinta-feira(16) pelo Departamento de Combate ao Crime Organizado (Draco). O Cidadeverde.com apurou que Mykhaell Make Abreu Pereira era alguém de confiança do médico e é suspeito de ter repassado informações privilegiadas para o grupo que roubou a aeronave no dia 14 de janeiro, no Clube do Ultraleve do Piauí, na zona Leste de Teresina.

A esposa de Mykhaell , Rayra Abreu de Araújo, também foi presa suspeita de participar do roubo do avião. Além do casal citado, outras seis pessoas foram presas no Piaui. Elas seriam responsáveis por agenciar a organização criminosa e executar o roubo.

Nas redes sociais, Mikael costumava postar fotos em avião, o que demonstrava, segundo apuração, o livre trânsito que ele tinha no local onde a aeronave ficava.

Já os presos no Maranhão, segundo levantamento da Polícia, foram responsáveis por adulterar a aeronave para que ela pudesse ir para a Bolívia sem levantar suspeitas. Entre os sete presos no Maranhão está uma família com uma longa ficha criminal: o pai, Demétrius Gomes, e os dois filhos, Matheus e Marcos Gomes. O trio tem passagem por roubo, extorsão, sequestro e tráfico de drogas.

Toda a logística envolvendo o roubo da aeronave  teve movimentação de cerca de R$ 500 mil, levando em consideração que cada integrante do grupo ficou responsável por uma função, como agenciamento de pessoas, adulteração da aeronave e contato com traficantes da Bolívia.

Fonte: cidadeverde