Esperantina - PI, terça-feira, 26 de maio de 2020

Themístocles Filho pede retomada do comércio no início de junho

Por Clenilton Gomes em 21/05/2020 às 10:48

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), deputado estadual Themístocles Filho (MDB), voltou a defender a retomada gradual das atividades comerciais adotando todas as medidas de segurança recomendadas pela Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde. Para ele, essa volta já poderia ocorrer na primeira semana do mês de junho.

Themístocles também acredita que no Piauí não existe um crescimento no número de infectados por Covid-19 e sim, uma baixa testagem para identificar aqueles que já foram afetados pela doença.

“Tivemos [com governador Wellington Dias] uma videoconferência ontem e eu disse para ele que no Maranhão já está adotando medidas para reabrir [comércio]. No Piauí já poderia planejar essa retomada com todos os cuidados, já na primeira semana de junho. Outra, aqui no Piauí não existe aumento de casos de covid-19, o que tem é uma baixa testagem nas pessoas, assim como ocorre no Brasil. Tem mais gente infectada, mas não são identificadas porque não estão fazendo testes para revelar os contaminados”, analisou Themístocles.

Isolamento estendido

Nessa quarta-feira (20), o governador Wellington Dias (PT-PI) anunciou que vai entender por mais 17 dias o isolamento social decretado no Piauí e que venceria nesta quinta-feira (21). Com isso, a quarentena seguirá até dia 07 de junho. O chefe do Palácio de Karnak também acenou para adoção de medidas acerca da retomada gradual das atividades econômicas no Estado, provavelmente ainda no próximo mês.

Retorno da Alepi

O presidente da Assembleia Legislativa disse que a Casa vai retomar as atividades juntamente com o Tribunal de Justiça (TJ). “Nós vamos retornar na data em que o TJ decidir. Isso já ficou definido”, informou ele.

Mortes no País

Themístocles Filho informou que, segundo dados do Ministério da Saúde, em 2018, o Brasil registrou mais de 1 milhão de mortes. “358 mil faleceram de AVC e doenças do coração. De câncer foram mais de 200 mil, doenças respiratórias mais de 88 mil. Ou seja, mais de um milhão de brasileiros morrem em 2018 e não foi feito esse alarme todo. Toda vida é importante e tem que ser preservada, mas esse tanto de gente morreu e ninguém disse nada, achou normal, o que não é”, lamentou ele.


*Publicado originalmente no GP1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *