Esperantina - PI, domingo, 26 de janeiro de 2020

Cai o número de homicídios no Piauí, mas 87% dos casos são de negros e pardos

Por Clenilton Gomes em 13/01/2020 às 15:24

A Secretaria Estadual de Segurança Pública divulgou, nesta segunda-feira (13), relatório de criminalidade do Piauí em 2019. O número de homicídios caiu em 45,74% no estado nos últimos cinco anos (2014 a 2019), no entanto o roubo em Teresina teve aumento de 5,35% em relação a 2018. No ano passado,  a Capital registrou 19.978 roubos e enquanto em 2018 foram 18.963.

A série histórica de crime mostra que 87% dos mortos são “pretos e pardos” e 13% são “brancos e indígenas”. A maioria das vítimas é homens e na idade de 29 a 50 anos.

Para tentar diminuir os índices de criminalidade, a Secretaria de Segurança anunciou que vai criar sete Áreas Integradas de Segurança, as “AIs”, em todas as zonas de Teresina. O objetivo é integrar os trabalhos da Polícia Militar e Civil. As mudanças devem começar em fevereiro.

“Estamos criando as áreas para que os distritos e batalhões tenham uma interação maior. Às vezes um batalhão cuidava de uma determinada área que não correspondia à área do distrito próximo. Na verdade estamos simplesmente fazendo um modelo em que distritos e batalhões fiquem trabalhando em comunhão. É algo salutar que vai ajudar muito, principalmente nas investigações”, conta o delegado geral, Luccy Keiko.

O projeto é que mensalmente delegados e comandantes dos batalhões se reúnam. A  Secretaria de Segurança garante que nenhum distrito será fechado. Uma das mudanças anunciadas será a circunscrição do 10º Distrito Policial, que incluirá o bairro Morada Nova.

As AIs estão sendo definidas baseadas nas “manchas”, locais onde mais aconteceram crimes na capital em 2019. De acordo com o anuário, os bairros com mais registros de roubos são: Santa Maria da Codipi, Mocambinho, Centro, Itararé, Angelim e Esplanada.

Além das AIs, o secretário de segurança, Fábio Abreu, anunciou que vai investir em tecnologia para tentar diminuir os índices de criminalidade na capital. Câmeras de monitoramento devem ser instaladas na capital.

“Nossa grande missão em 2020 é diminuir esses índices. Estamos com perspectivas reais de que 800 câmeras de videomonitoramento sejam instaladas na capital” , disse o secretário.

Fonte: cidadeverde.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *