Esperantina - PI, sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Cabo Haroldo deixa o comando do GPM de Madeiro e alega perseguição política

Por Clenilton Gomes em 05/10/2019 às 14:47

O Cabo Haroldo foi exonerado do cargo de comandante do grupamento de polícia militar da cidade de Madeiro e alega perseguição política.

O Cabo Haroldo que vinha prestando bons serviços a sociedade madeirense combatendo à criminalidade, dando mais tranquilidade e a sensação de segurança à população, na última ele com seu prestígio e amizade conquistou uma viatura seminova para a cidade e talvez isto tenha sido um motivo de sua saída.

De acordo com o ex-comandante do GPM devido ao seu trabalho firme de combate a ilegalidade, ele teve que pagar o preço.

“Eu fui exonerado porque fiz um grande trabalho junto com minha equipe, em defesa da sociedade e não em defesa de políticos, recuperamos motos e carros roubadas, prendendo empresários que andavam armados, realizamos blitz e abordagens de forma incansável para melhorar a segurança, saiu de cabeça erguida com a sensação do dever cumprido, e onde eu estiver vou continuar com meu trabalho em defesa da sociedade, quero agradecer o apoio da população que me ajudaram muito, quando cheguei em Madeiro tinha um alto índice de roubo de celulares, as pessoas não podiam ficar nem nas portas de casa e diminuímos significativamente, fui acusado por algumas pessoas durante uma audiência pública de ter maltratado pessoas durante abordagens, mas isso é mentira, mas na cidade de Madeiro o policial tem agradar o prefeito, se não o fizer ele pede a sua cabeça assim como fez com sargento Batista, Cabo Espíndola, subtenente da Rocha e agora tirou o Cabo Haroldo”. Desabafou o cabo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *