Esperantina - PI, quarta-feira, 28 de julho de 2021

I Seminário da Piscicultura dos Cocais é realizado em Esperantina

Por Clenilton Gomes em 21/07/2017 às 16:05

Realizado pela Prefeitura de Esperantina, Sebrae e Secretaria do Desenvolvimento Rural do Estado do Piauí, o Seminário reuniu estudantes, piscicultores e representantes de instituições públicas e privadas, todas envolvidas de algum modo com a cadeia produtiva da piscicultura. O objetivo do seminário foi conhecer um diagnóstico da piscicultura no Piauí, ouvir piscicultores e gestores públicos e tirar estratégias para fortalecer a criação de peixe nos municípios do Território.

Durante a abertura, a prefeita de Esperantina, Vilma Amorim, agradeceu as parcerias para a realização do Festival do Peixe e falou da importância do evento e do compromisso de sua gestão com o desenvolvimento da piscicultura no Território, mas lembrou que muitos entraves ainda precisam ser superados. “Com a realização deste seminário, onde unimos o governo do estado, a prefeitura, entidades financiadoras e principalmente os produtores, é sem dúvida um grande passo para potencializar ainda mais a piscicultura em nosso Território. Superar problemas desde um licenciamento ambiental ao de garantir maior produtividade e um comercio perene para nossa produção” destacou.

Vilma Amorim, agradeceu o apoios do governo do Estado e aos parlamentares como deputado Assis Carvalho e deputado Francisco Limma, que destinam emendas para possibilitar a realização das 3 edições do Festival do Peixe “É verdade que não realizamos um festival só pela festa, só pelas bandas que vão se apresentar, mas aqui quero agradecer por vocês terem apoiado um evento que trata também de nosso potencial produtivo que é a piscicultura, por isso queremos agradecer

De acordo com o secretário de desenvolvimento rural, Francisco Limma, a piscicultura é uma das cadeias produtivas que mais cresce no estado, “em 2013 o Piauí produziu 5 mil toneladas de peixe e deve chegar em 2017 em 20 mil toneladas de várias espécies e Esperantina se destaca como um dos maiores produtores, tanto de alevinos como de cria e engorda de peixe”. Avaliou.

Pelo diagnóstico apresentado, o Território dos Cocais está inserido numa das melhores regiões para produção de peixe. O que para os técnicos do Projeto PACU, instituição responsável pelo levantamento da pesquisa, é uma combinação de fatores como solo com razoável impermeabilidade, um clima a presença de chuva e a oferta de água de rios, riachos e poços, que proporcionam as condições adequadas para o cultivo de peixe.

O Seminário que também contempla a realização de oficinas e rodadas de negócio, contou com a presença da Governadora em exercício, Margarete Coelho, dos secretários estaduais do desenvolvimento rural, Francisco Limma, meio ambiente, Ziza Carvalho, além de representantes da Secretaria Nacional da Pesca e Aquicultura, João Crescêncio e de representantes do Banco do Nordeste, da Secretaria do Meio Ambiente dentre outros.

O diagnóstico aponta ainda a piscicultura como uma  capacitação de nossos produtores”.  onde planejaremos nossas ações as parcerias que construímos até agora são responsáveis por esse Diagnóstico da Piscicultura do Piauí é apresentado no Festival do Peixe. Em um minuciosa pesquisa coordenada pelo projeto PACU, Tcnicos do projeto PACU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *